icon_inicon_contact

Medição da cor da tinta na fase líquida

Q-Chain® LCM (Medição da cor na fase líquida)

Qual é a função do Q-Chain® LCM?

Normalmente, a avaliação colorimétrica de revestimentos e pigmentos é realizada através da medição manual das superfícies secas. Este processo obriga a muitas horas para a sua concretização, atrasando assim a produção, uma vez que a divulgação dos dados está dependente dos resultados das medições. Além disso, os métodos “secos” consomem muito tempo.

Ficou demonstrado em vários testes, que o Q-Chain® LCM é muitas vezes ainda mais precisa do que a medição a “seco” devido ao facto de o processo ter menos interações manuais
e existirem menos variáveis.

Como é que o ® LCM funciona?

O material líquido de revestimento é colocado sobre um disco rotativo de grande precisão (Q-Chain LCM mono sobre um cilindro) e a película é medida por um moderno espetrofotómetro de três ângulos (LCM mono: 1 ângulo). Os valores são obtidos, armazenados e avaliados no nosso
software e em seguida colocados numa base de dados. Este processo não demora mais do que 3 minutos!

Todos os valores podem ser avaliados de acordo com vários padrões tendo em conta a Delta E, tintagem, força, metamerismo, etc. Além disso, os efeitos das cores podem ser mensurados.

Como pode o Q-Chain LCM® ser utilizado?

O Q-Chain® LCM é a base para diminuir e otimizar o fluxo do processo no que diz respeito à produção de cores, pigmentos e revestimentos. Começando na estabilização do
processo de divulgação e na redução significativa do ciclo de tempo. As etapas de produção prévias e posteriores também se podem tornar mais eficientes. No fim, este procedimento permite reduzir as etapas da tintagem ao mesmo tempo que reduz os ciclos de tempo.

Como é que o Q-Chain® LCM leva a uma maior eficiência?

Com o Q-Chain® LCM, há um possível um aumento da produtividade que pode chegar até aos 50%:

  1. A maior rapidez dos testes permite às empresas acelerarem o processo de produção.
  2. O método pode ser usado em todas as etapas do processo – entrada de mercadorias, produtos semiacabados, produtos acabados.
  3. Se as matérias-primas e os produtos semiacabados forem bem ajustados, os produtos acabados podem ser finalizados mais rapidamente!

Software

O software Q-Chain® LCM apresenta quatro módulos que incluem as seguintes tarefas: medição, controlo da qualidade, R&D (pesquisa e desenvolvimento) e produção

Módulos do software Q-Chain® LCM

O alicerce do software é a Base de dados Q-Chain® LCM, na qual todas as medições são armazenadas como dados em bruto. É de fácil utilização, possui um manuseamento intuitivo, interfaces abertas e uma base de dados em formato industrial que pode ser alargada a uma base de dados qualitativa.

Tipos de equipamento

A versão topo de gama do Q-Chain® LCM possui uma técnica de medição da cor que usa três ângulos. Isto permite a medição dos efeitos da cor e das componentes
com pigmentos de efeito de forma muito precisa. Esta operação é realizada por um disco rotativo, onde a tinta é colocada para ser medida com um espetrofotómetro especial.

Princípio de medição disco rotativo (3 ângulos)

Q-Chain® LCM Mono é baseado num cilindro rotativo e a tinta é medida com um espetrofotómetro de um ângulo. Este equipamento é uma alternativa de baixo custo para sólidos,
cores, pastas de pigmentos e pigmentos.


Princípio de medição disco rotativo (1 ângulo)

Principais caraterísticas:

  • Escala laboratorial, necessidade de um pequeno espaço, pode ser usado em diferentes locais, como por exemplo, na linha de produção.
  • Apenas podem ser usados 30ml de tinta por medição.
  • Teste de pequena duração (menos de 3 minutos).
  • Reprodutibilidade muito boa – igual a uma aplicação automática de laboratório (spray-out).
  • Os acessórios incluem software, formação e um PC ou laptop.

Q-Chain® SuMo (Medição automática e Avaliação da corrosão nos testes por painéis)

Para que serve o Q-Chain® SuMo?

De acordo com o DIN EN ISO 4628 – 8, os testes de corrosão por painéis são normalmente avaliados visualmente e através do uso de uma régua ou de aparelhos de medição similares. Por um lado, este procedimento exige um grande esforço, por outro, é impreciso.

O Q-Chain® é um aparelho de avaliação automático que visa a medição da corrosão nos testes por painéis, começando com a criação de grelhas de medição até à avaliação automática destes painéis. O tipo de sensor permite a identificação da delaminação, bem como da ferrugem sem tratamento adicional do painel de teste (raspagem).

Como funciona o Q-Chain® SuMo?

O princípio de medição é baseado na termografia de impulso, que consegue diferenciar entre delaminação e ferrugem. Os sinais alteram-se significativamente, o que permite uma distinção precisa.

O sensor está integrado numa máquina X/Y (aprox. 60 x 50 x 50 cm), o que permite uma grelha com 0,15 de resolução. O sistema não requer a remoção das camadas delaminadas e poupa tempo de preparação, reduzindo também ao utilizador a sua intervenção devido a possíveis danos na superfície. Permite que sejam usados diversas vezes os painéis de corrosão e potencialmente a repetição da exposição aos agentes atmosféricos da mesma amostra.

Também existe um aparelho que trabalha com os painéis de forma automática, o que leva a que os mesmos possam ser trabalhados em série. Os painéis estão rotulados por códigos de barras ou QR-Codes, que são lidos por uma câmera integrada. Isto torna possível conciliar os resultados com as informações do painel no banco de dados.

As avaliações Ex.:. de acordo com o DIN EN ISO 4628 – 8 contêm mais informação do que as requeridas. Por exemplo, áreas sem delaminação e sem ferrugem (amarelo) podem ser observadas quando comparadas com áreas com ferrugem (vermelho).

A diferença entre delaminação e ferrugem pode levar a novas descobertas no campo do sistema, que trabalha com a corrosão.

Software da ORONTEC – Fácil e flexível

O Software da ORONTEC para a Q-Chain® SuMo permite ao utilizador criar grelhas de medição de forma intuitiva e fácil. Estas grelhas podem ser usadas apenas para um painel dentro de uma série de painéis. Como é habitual, a base de dados do Q-Chain® envolve o armazenamento seguro e não filtrado dos dados de medição. Os interfaces abertos permitem a integração com sistemas pré-existentes, o banco de dados pode ser executado no PC ou na intranet. Os relatórios são guardados na estrutura de dados do MS Excel™.

Usamos cookies anônimos de terceiros para analisar o tráfego da web que recebemos e descobrir os serviços que mais lhe interessam. Você pode alterar suas preferências e obter mais informações sobre os cookies que usamos em nosso Política de cookies page for furher details or agree by clicking the 'Accept' button.

Configurações de cookies

Na parte inferior, você verá os tipos de cookies que usamos e poderá selecionar quais são permitidos. Uma vez selecionado, clique em "Salvar configurações" para atualizar suas preferências

FuncionalNosso site pode conter cookies funcionais que são necessários para o bom funcionamento do site.

AnalyticsUsamos cookies analíticos para oferecer mais conteúdo de seu interesse.

Redes sociaisPara integrar os dados das redes sociais da ADI group, essas redes podem instalar cookies de terceiros.

PublicidadeEste site pode conter cookies de publicidade de terceiros. Esses cookies podem coletar dados pessoais.

De outrosOutros cookies de sites de terceiros, como o Google Maps.